Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Valentim Gentil - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAI
16
16 MAI 2022
OFICINAS CULTURAIS
enviar para um amigo
receba notícias
O Programa de Formação para o Interior do Governo Estado de SP está com inscrições abertas para diversas oficinas culturais ao vivo, via Zoom e aberto a toda a população. Para fazer a inscrição, o interessado deve acessar o link:
linktr.ee/oficinasnointerior.

Confira quais são as oficinas:

CLUBE DE LEITURA DE DRAMATURGAS
Datas e horários: 7,9,14,21,23,28 e 30/06 das 18h30 às 20h30.
Público-alvo: Interessados em geral
Clube de leituras de textos dramatúrgicos de autoras nacionais e internacionais. Durante os encontros haverá a mediação de leitura das peças, feita pela dramaturga e doutora em Artes cênicas pela USP Paula Autran.

CEM ANOS DE PASOLINI
Datas e horários: 6, 8, 13 e 15/6 - 18h30 às 20h30.
Público-alvo: Interessados em geral
Gênio multifacetado, figura incômoda para a Itália do pós-guerra, Pier Paolo Pasolini foi pensador e artista múltiplo, que compôs nas linguagens da poesia, da prosa, do jornalismo, do teatro e do cinema; nascido em 1922, comemoraria neste ano os cem anos de seu nascimento. Esta oficina propõe traçar um caminho que vai de seus poemas a seus filmes, de seus artigos jornalísticos a seu envolvimento político, falando de Pasolini como testemunha de sua época, mas também do nosso tempo.

VANGUARDAS DO SÉCULO XX: A REVOLUÇÃO LIDERADA PELA POESIA
Datas e horários: 20, 22, 27 e 29/6 - 18h30 às 20h30
Público-alvo: Interessados em geral
No começo do século XX grupos de artistas e poetas tomaram a dianteira em trazer não só uma nova percepção, mas também a crítica feroz de um mundo cada vez mais maquinal, de velocidade e eficácia desumanas, e de guerra: por isso, vanguarda, termo do jargão da guerra, significando o destacamento que se arrisca na frente, neste caso, nas trincheiras da arte. Veremos, em 4 encontros, 4 movimentos (Cubismo, Dadá, Vorticismo e Antropofagia) que dinamizaram a percepção nova de um mundo novo, suas influências em outros movimentos e no nosso modo de viver.

FOTOGRAFIAS PARA ADIAR O FIM DO MUNDO
Datas e horários:
Turma A: 6, 8, 13 e 15/6 - 14h às 16h
Turma B: 20, 22, 27 e 29/6 - 18h30 às 20h30
Público-alvo: pessoas que se interessem em aprender técnicas básicas de fotografia e linguagem fotográfica e/ou que se interessem por questões socioambientais. Recursos técnicos, materiais e equipamentos necessários: Câmera fotográfica ou celular com câmera.
Inspirada na obra de Ailton Krenak, esta oficina provoca os participantes a respeito das urgências socioambientais: queimadas, desmatamento, falta de água, enchentes, mudanças climáticas que dia a dia batem na nossa porta e como podemos adiar o fim do mundo através da arte fotográfica. Os participantes aprenderão conceitos teóricos de fotografia e inspirações para transformar a prática fotográfica em ferramentas para sensibilizar o mundo através das imagens.

FOTOGRAFIA: ENSAIO AUTORAL
Datas e horários:
Turma A: 1, 3, 8 e 10/6 - 10h às 12h
Turma B: 21, 23, 28 e 30/6 - 14h às 16h
Público-alvo: Pessoas interessadas por fotografia
Esta oficina pretende estimular o participante a conhecer e realizar uma série de ensaios autorais sobre os tópicos propostos,empregando os fundamentos da fotografia, desde o exercício da captura utilizando diversas técnicas criativas até a edição básica das imagens no programa/aplicativo Lightroom.

OFICINA: VAMOS FALAR DE MEDIAÇÃO DE LEITURA E AFETO?
Data: 1, 2, 8 e 9/6 - 18h30 às 20h30
Público-alvo: Educadores de escolas públicas, particulares, projetos sociais e bibliotecários, mães, pais, avós, cuidadores e interessados em geral.
A oficina abordará o papel dos mediadores de leitura enquanto formadores de leitores e a leitura mediada como um importante meio de acessar obras literárias. Para isso, apresentará algumas formas de mediar um livro, critérios para a seleção de livros, a materialidade do objeto livro e suas possibilidades de manipulação, além de aspectos envolvendo a História Social da Leitura.

OFICINA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DE PROJETOS CULTURAIS
Datas e horários:
Turma A - 2, 7 e 9 de junho - 14h às 16h
Turma B - 13, 15 e 20 - 10h às 12h
Público-alvo: artistas, produtores e gestores culturais.
A oficina oferecerá orientações básicas para a prestação de contas de projetos culturais - editais públicos, privados e parcerias. A partir dos princípios legais pretende tratar da diferença entre prestação de contas parcial, anual e simplificada; relatório de execução, relatório financeiro e relatório final.

Oficina A HISTÓRIA DO SOM NO CINEMA
Datas e horários: 2, 7, 9 e 14/6 - 18h30 às 20h30.
Público-alvo: Estudantes de jornalismo, estudantes de cinema, videomakers, editores de vídeo,roteiristas, estudantes de rádio e TV, diretores de cinema, e amantes da sétima arte.
Esta oficina é um mergulho no sentido da audição. Os participantes entrarão em contato com os sons que se ouvem desde a gestação até a descoberta dos ruídos que nos cercam por toda a vida.O curso reúne teoria e práticas, que incluem a arte do foley, dublagens e a música, partes integrantes de uma banda sonora.

PALESTRA: HISTÓRIAS: CONTAR PARA (RE)EXISTIR
Data: 23/6 - 18h30 às 21h30
Público-alvo: Educadores e educadoras, artistas, bibliotecárias/os, mediadoras/es e interessados em arte, cultura e educação antirracista.
A oficina propõe debater os conceitos de memória e suas ligações com a História e a literatura, observando a necessidade de contar e ouvir histórias que acompanham a humanidade ao longo do tempo. Essa atividade integra o Ciclo Formativo “Cruzos Poéticos”, coordenado por Felínio Freitas.

Ciclo Grafite: GRAFFITI COMO ESPAÇO DE APRENDER
Data e horários: 1/6 - 18h30 às 20h30
Público-alvo: Educadoras (es) e público em geral.
O graffiti cria e transmite pedagogias de leitura, enunciação e ocupação da cidade. Dessa forma, invoca formas de ver e de compreender a paisagem, a configuração da urbanidade e dos corpos que a habitam. Nesse sentido, que memórias e conhecimentos eu transmito com o graffiti? Como a infância está presente nas inscrições urbanas e de que forma o apagamento do racismo e das hierarquias de gênero invisibilizam maneiras férteis de ensinar?
Este encontro faz parte do "Ciclo de Debates sobre Graffiti: No Olho da Rua", que propõe três conversas online sobre grafite e um olhar sobre seu campo ampliado, a partir de questões atravessadas pela literatura, pedagogia, sociedade, gênero, racismo, entre outros aspectos relevantes. Os diálogos têm curadoria e mediação de Carolina ITZÁ, e contam com a participação de Fernanda Miranda, Ju Costa, Verônica Nuvem, Bruno Perê e Natália Mota.

Ciclo Grafite: UBERIZAÇÃO DO GRAFFITI E NECROPOLÍTICA
Data e horários: 8/6 - 18h30 às 20h30
Público-alvo: Educadoras (es) e público em geral.
De que forma o graffiti em sua forma trabalho e mercadoria vêm impactando nas discussões e configurações da linguagem através do espaço urbano? As discussões sobre o graffiti têm se estruturado ora entre questionamentos sobre seu caráter legal x ilegal, ora se está localizado ou não no campo da Arte. Neste encontro a proposta é deslocar o olhar, e questionar sobre as formas como a Arte adquire o caráter de trabalho e suas determinações no cotidiano das pessoas atuantes e as formas como vêm se configurando a linguagem atravessada pela classe, pelas curadorias e formas de produção, gestadas pelas escalas de gênero e raça.
Este encontro faz parte do "Ciclo de Debates sobre Graffiti: No Olho da Rua", que propõe três conversas online sobre grafite e um olhar sobre seu campo ampliado, a partir de questões atravessadas pela literatura, pedagogia, sociedade, gênero, racismo, entre outros aspectos relevantes. Os diálogos têm curadoria e mediação de Carolina ITZÁ, e contam com a participação de Fernanda Miranda, Ju Costa, Verônica Nuvem, Bruno Perê e Natália Mota.

PALESTRA: REDES SOCIAIS E MARKETING PESSOAL PARA ARTISTAS, EDUCADORES E EMPREENDEDORES
Data e horários: 23/6 - 14h às 16h
Público-alvo: Artistas, educadores e empreendedores a partir de 16 anos.
Esta palestra buscará abordar a importância e a amplitude do alcance das redes sociais como ferramenta para a construção da autoridade, criação e fortalecimento de relacionamentos profissionais, desenvolvimento do marketing pessoal e instrumento imprescindível para divulgação de produtos e serviços para jovens, artistas, educadores e empreendedores de maneira geral.

PALESTRA: PRODUÇÃO CULTURAL
Data e hora: 21/6 - 18h30 à 21h30
Público-alvo: artistas, estudantes e demais interessados a partir de 16 anos.
A atividade oferece informações a profissionais que queiram atuar na área de produção, que não tenham conhecimento na área, mas gostariam de fazer seus próprios projetos. O participante será capaz de organizar seu projeto, além de estar apto a buscar investimentos para o setor. O participante poderá ter noções de como executar projetos artísticos, realizando as etapas de concepção, produção e pós-produção.

AS RELAÇÕES ENTRE PAIS E FILHOS NAS ÓPERAS DE GIUSEPPE VERDI
Datas e horários: 29 e 30 de junho, quarta e quinta-feira, 18h30 às 20h30
Verdi perdeu seus dois filhos – uma menina e um menino – quando eram muito pequenos, num momento em que estava construindo sua carreira. O complexo de culpa que daí se derivou se manifesta ao longo de toda sua obra, traduzido em cenas magistrais de suas óperas. Dez exemplos de óperas diferentes são analisadas pelo professor e pesquisador de música lírica Sergio Casoy, apresentador do programa “Bravo”, da Rádio Cultura FM (SP) e autor dos livros “A invenção da ópera” e "Ópera de outros cantares”.
Seta
Versão do Sistema: 3.2.3 - 06/06/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia